Ser Mangueirense

Vira e mexe surgem brincadeiras nos grupos da Mangueira onde cada um diz a partir de quando começou a torcer pela escola.  Primeiro, vamos estabelecer algumas verdades.  A primeira é que não somos torcedores de uma escola de samba (isso me ofende!).   Somos MANGUEIRENSES, bem diferente. 

E a segunda e principal de todas, é que nós não escolhemos  a Mangueira, foi ela quem nos escolheu.   Se não entendermos que aquele lugar tem vida própria  e que como bem disse o poeta “pra se entender, tem que se achar que a vida não é só isso que se vê, é um pouco mais, que os olhos não conseguem perceber, e as mãos não ousam tocar, e os pés recusam pisar…”, continuaremos a pensar de forma equivocada.   Naquele solo sagrado, onde os maiores sambistas da história pisaram e cantaram um dia, temos que entrar de forma orgulhosa, porque fomos os escolhidos.  Somos como filhos adotivos.  Os pais quando adotam uma criança, não é ela que os escolhe e sim o casal, que bate o olho e diz : é esse (a).  Assim somos nós, MANGUEIRENSES, de todas a partes do Brasil e do mundo, que fomos escolhidos pela grande e majestosa MANGUEIRA, e isso vira e mexe surgem brincadeiras nos grupos da Mangueira onde cada um diz a partir de quando começou a torcer pela escola.  Primeiro, vamos estabelecer algumas verdades.  A primeira é que não somos torcedores de uma escola de samba (isso me ofende!).   Somos MANGUEIRENSES, bem diferente.  E a segunda e principal de todas, é que nós não escolhemos  a Mangueira, foi ela quem nos escolheu.   Se não entendermos que aquele lugar tem vida própria  e que como bem disse o poeta “pra se entender, tem que se achar que a vida não é só isso que se vê, é um pouco mais, que os olhos não conseguem perceber, e as mãos não ousam tocar, e os pés recusam pisar…”, continuaremos a pensar de forma equivocada.   Naquele solo sagrado, onde os maiores sambistas da história pisaram e cantaram um dia, temos que entrar de forma orgulhosa, porque fomos os escolhidos.  Somos como filhos adotivos.  Os pais quando adotam uma criança, não é ela que os escolhe e sim o casal, que bate o olho e diz : é esse (a).  Assim somos nós, MANGUEIRENSES, de todas a partes do Brasil e do mundo, que fomos escolhidos pela grande e majestosa MANGUEIRA, e isso é privilégio de tantos…

De fato, “a MANGUEIRA É TÃO GRANDE, QUE NEM CABE EXPLICAÇÃO”

 

 

 

 

 

                                                                        Sandro Batista

é privilégio de tantos…

De fato, “a MANGUEIRA É TÃO GRANDE, QUE NEM CABE EXPLICAÇÃO”

Sandro Batista